GOVERNO DO ESTADO AUTORIZA CONSTRUÇÃO DE 100 CASAS POPULARES EM FOZ

Unidades habitacionais serão construídas na região de Três Lagoas, onde já estão em construção quase mil moradias

Por Pedro Fontoura 09/10/2019 - 19:33 hs
Foto: AEN
GOVERNO DO ESTADO AUTORIZA CONSTRUÇÃO DE 100 CASAS POPULARES EM FOZ
Governo tem projetos para desfavelamento no Paraná

AMN

O governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta quarta-feira (9), em Curitiba, a liberação de R$ 8,2 milhões para a construção de 100 casas populares em Foz do Iguaçu. Ao todo, serão 33 municípios paranaenses contemplados com 1.494 novas moradias, um investimento de R$ 118 milhões. 

A solenidade aconteceu no Palácio Iguaçu, e contou com a presença do presidente da Cohapar, Jorge Lange; do secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost; do Presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; do líder do governo na ALEP, deputado Hussein Backri, e da diretora superintendente do Fozhabita Elaine Ribeiro Anderle, que representou o prefeito Chico Brasileiro. 

Os recursos, do Tesouro Estadual, por meio do Programa Habita Paraná, serão aplicados na construção de imóveis financiados para a população em geral, unidades subsidiadas para famílias carentes e condomínio para idosos.

De acordo com a superintendente do Fozhabita, as 100 casas populares serão construídas no Lagoa Dourada, região de Três Lagoas, onde já estão em construção o Residencial Angatuba, com 340 unidades habitacionais e os Residenciais Boicy I e II, com 576 unidades. No loteamento Lagoa Azul, também em Três Lagoas, está em construção o Condomínio do Idoso, com 40 casas. 

“Essas 100 casas serão destinadas ao quadro geral de pessoas inscritas no Fozhabita, de acordo com os critérios estipulados pela Cohapar, que são pessoas residentes em áreas de risco, famílias com idosos ou pessoas com deficiência e famílias onde as mulheres são as responsáveis do lar”, explicou Elaine. 

A licitação já foi executada pela Cohapar e a Construtora Guilherme foi a vencedora. A previsão é que as obras comecem em até 45 dias, após a emissão dos alvarás de construção e das licenças ambientais necessárias. 

“É uma iniciativa social do Estado para atender quase 1,5 mil famílias do Paraná. Nosso compromisso é atender as pessoas que sonham com a casa própria”, afirmou o governador Ratinho Junior. Ele destacou que os projetos na área da habitação também contemplam a regularização fundiária, que já atendeu mais de mil famílias neste ano. “É todo um pacote com um olhar social para atender as pessoas que mais precisam. São várias categorias, conforme a renda da pessoa”, disse.

De acordo com o presidente da Cohapar, Jorge Lange, também faz parte do Habita Paraná o projeto de desfavelamento que será desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas. A previsão é atender 8 mil famílias em quatro anos, com projetos de requalificação urbana, melhorias na infraestrutura e até remoção, para novas moradias, das famílias que vivem em áreas de risco ou de proteção ambiental.