MARGINAIS ASSALTAM LOJA DO FLAMENGO

Bandidos zombam e debocham diante das câmeras

Por Pedro Fontoura 07/10/2019 - 19:16 hs
Foto: Reprodução Internet
MARGINAIS ASSALTAM LOJA DO FLAMENGO
ão devem fazer parte da Nação Rubro-Negra

Bandidos debocham após roubarem loja do Flamengo na Zona Oeste; 

Hellen Guimarães - G1

Um dos assaltantes, de camisa branca, mostra a arma, anuncia o roubo e rende funcionários da loja

Pelo menos três homens armados assaltaram uma loja de produtos oficiais do Flamengo, em Rio das Pedras, na Zona Oeste do Rio, por volta das 21h desta sexta-feira. Nesta segunda-feira, viralizaram nas redes sociais vídeos que mostram a ação. Em um deles, um dos ladrões chega a agredir uma funcionária. Em outras imagens, a quadrilha celebra o sucesso do roubo.

Imagens captadas pelas câmeras de segurança mostram um homem e uma mulher, funcionários uniformizados do estabelecimento, conversando e tomando café quando um homem de camisa branca entra na loja e mostra a arma. Ele rende os dois e tranca-os no banheiro. Em outro momento, ele chega a agredir uma funcionária.

00:00/02:18

Em seguida, seu comparsa, que também veste a camisa do clube, traz sacos plásticos grandes e começa a recolher itens como relógios, bonés e camisas. É ele quem leva os produtos para o carro, na parte externa da loja, e quem fecha o estabelecimento. Como é comum que em franquias esportivas os funcionários vistam os produtos comercializados, é possível que o ladrão tenha tentado se passar por um vendedor para não levantar suspeitas. Do lado de fora, um terceiro homem, de boné e regata, auxilia-o a transportar as sacolas.

Em dois vídeos gravados pelo bando, eles debocham e comemoram o resultado da ação. "Pegou a visão? Só camisa nova! Nós vai na pista e rouba tudo, papai", ironiza um deles.

Em outro, eles exibem vários sacos pretos cheios de produtos roubados, incluindo os lançamentos deste ano. "Aí, rapaziadinha, só traje novo do Mengão, hein?" Cada camisa custa, em média, R$ 250.

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso foi registrado na 32ª DP. "Todos os procedimentos estão sendo realizados. A investigação corre sob sigilo", diz o comunicado.