A “pequena verba” teria beneficiado também seu filho: Zeca Dirceu

Por Pedro Fontoura 09/04/2019 - 20:52 hs
Foto: Divulgação
A “pequena verba” teria beneficiado também seu filho: Zeca Dirceu
José e Zeca Dirceu, pai e filho, podem estar enrolados com a Justiça

O ANTAGONISTA

Relatório técnico do MPF aponta que a Odebrecht repassou, entre 2008 e 2012, pelo menos R$ 13 milhões a “Guerrilheiro”, um codinome atribuído a José Dirceu.

O documento, de novembro de 2018, foi juntado a uma investigação sobre o petista e seu filho, o deputado Zeca Dirceu, que tramitava no STF, mas acabou remetida à Justiça Eleitoral do Paraná em março deste ano por Edson Fachin.

Segundo o relatório, nos sistemas Drousys e MyWebday B, usados pela Odebrecht para contabilizar pagamento de propinas, foram encontradas evidências de que a empreiteira “realizou diversos pagamentos entre os anos de 2008 e 2012, totalizando pelo menos R$ 13 milhões, em favor do codinome ‘Guerrilheiro'”.Assinado pelo perito criminal federal Gilberto Mendes, o documento foi encaminhado ao procurador José Ricardo Teixeira Alves.