MARCELINHO MOURA SE DIZ PERSEGUIDO POR OUTRO VEREADOR

Ele é investigado pelo GAECO para averiguar envolvimento no processo que investiga irregularidades na troca da iluminação pública de Foz.

Por Pedro Fontoura 22/05/2020 - 19:09 hs
Foto: H2Foz
MARCELINHO MOURA SE DIZ PERSEGUIDO POR OUTRO VEREADOR
GAECO investiga possíveis irregularidades e participação de pessoas

Portal Todo Dia Notícias

O suplente de vereador, que inclusive já ocupou o cargo por afastamento do titular, Marcelinho Moura, está sendo investigado pelo GAECO/Foz dentro da operação Iscariotes, que apura envolvimentos com um capitão, ex-coordenador do próprio GAECO que extorquiu um empresário ligado à ENGEPAR, empresa que venceu a licitação para a troca da iluminação antiga, por lâmpadas de led, orçada com alto valor monetário.

Procurado pela imprensa para dar sua versão, Marcelinho acabou acusando o vereador Celino Fertrin, na época relator da CPI que apurava possíveis irregularidades nos preços e na execução dos trabalhos.


Falando para a TV Naipi, Marcelinho disse:

“Ele queria comprar o capitão, o vereador Celino, queria comprar o capitão por 100 mil Reais, para que ele armasse alguma coisa contra mim. Querem incutir em cima de mim, mas você me conhece, a cidade me conhece. Querem embutir em cima de mim uma coisa que não é minha...não é minha. Eu tenho certeza. Ah! Vão dizer: mais um político dizendo que é armação; não. Não estou dizendo que houve armação, mas que houve má fé de alguém nisso tudo; foi”.

Marcelinho encerrou se dizendo tranquilo e se colocando à disposição do GAECO para auxiliar nas investigações.

A POSIÇÃO DE CELINO FERTRIN


A reportagem da mesma emissora (TV Naipi), ouviu também o vereador Celino, que assim se expressou:

“O intuito desse pessoal realmente é esse, tentar denegrir, tentar destruir e tentar de alguma forma intimidar e calar um vereador como eu, que leva a coisa a sério. Fizemos nosso trabalho aqui na Casa de Leis, com seriedade, com transparência buscando toda a verdade, haja visto as pessoas que trabalharam junto com a gente”.